JUCEMG - Notícias
Governo de Minas
 

Empresários e contadores conhecem o serviço Minas Fácil em Viçosa

19/06/2012
Compartilhe: Compartilhe no Facebook Twitter imprimir pagina Enviar por e-mail
Empresários e contadores conhecem o serviço Minas Fácil em Viçosa
Foto: Ascom / Jucemg

A Casa do Empresário, em Viçosa, foi o local escolhido para a apresentação da unidade Jucemg| Minas Fácil do município, na última sexta-feira, 15, e contou com a presença do anfitrião e vice-presidente da Junta Comercial de Minas Gerais, João Bosco Torres, que abriu as atividades da tarde, destacando a importância do serviço. O Minas Fácil está cada vez mais presente no interior do Estado, onde tem acontecido com frequência as atividades dos Arranjos Produtivos de Capacitação – APCs, responsável por levar informações e orientações sobre os serviços de registro, abertura e formalização de empresas pela Jucemg. No evento, houve também a participação do Sebrae que ministrou palestra, oferecendo orientações gerais a partir da cartilha Abri Minha Empresa. E agora?, além da presença de empresários, contadores e estudantes. A secretária municipal de Desenvolvimento, Ciência e Tecnologia, Karla Sari, representou o poder Executivo local.
 

Vice-presidente, João Bosco reforçou sobre a vontade da Junta Comercial de estar cada vez mais aberta para ouvir sugestões e críticas e atender prontamente a todos os usuários. João Bosco aproveitou ainda o momento para agradecer a presença de todos e frisou o papel da autarquia em contribuir para a geração de riqueza e trabalho em Minas Gerais.
 

Gerente de Integração, Henrique Petrocchi apresentou a Junta Comercial que visa, ao facilitar a abertura de novos empreendimentos, “estimular e capacitar o empreender local e contribuir para o crescimento do trabalho e riqueza de Minas”. Ao apresentar as quatro etapas de abertura de empresas – sendo três realizados pela internet e uma presencial - Henrique contrapôs os dados do Banco Mundial que citava um prazo de mais de cem dias para abrir um empreendimento no Brasil, destacando que, com o Minas Fácil, hoje são apenas três dias na capital do Estado e até nove dias no interior de Minas Gerais, devido ao processo de desburocratização e agilidade criadas pelos serviços da Jucemg. “É um trabalho de parceria da Junta com os órgãos públicos envolvidos nesse processo”, pontuou.

Henrique ainda comentou que o Minas Fácil cria um ambiente favorável para abertura de empresas e explicou sobre as quatro etapas do processo de registro, em destaque o Módulo Integrador, responsável por integrar os dados coletados para gerar a documentação, o Contrato Social ou Requerimento de Empresário e o check list. Entre os benefícios gerados pelo Minas Fácil, o gerente destacou, para os empresários, maior agilidade no andamento do processo de abertura de empresas e a eliminação de deslocamento, uma vez que a entrega de toda a documentação é feita em um só local. “É um ganho para o empresário e, claro, para o contador também”, considera. Para os contadores, Henrique falou sobre as vantagens que passam a contar, entre elas maior controle sobre o andamento dos processos, melhor serviço prestado aos clientes, assim como maior acessibilidade aos serviços da Junta.
 

Ao apontar dados, Henrique mostrou o prazo de redução em 87,5% do tempo de abertura de negócios em Viçosa desde 2008 e ainda aproveitou para falar sobre a meta da Junta Comercial de estar presente em 90 municípios mineiros e sobre a pesquisa que apontou mais de 80% dos usuários satisfeitos com os serviços prestados pela Jucemg. “A prefeitura conseguiu adequar a todos os processos. É uma redução significativa”, comentou. Em Viçosa, em média, 17 empresas são abertas por mês. Ao todo, são 3.625 empresas ativas na cidade. A unidade foi aberta em 2007 no município.
 

Henrique abordou também sobre os tipos de empresas, entre elas as sociedades e o empresário individual, assim como a novidade do ano: a Eireli - Empresa Individual de Responsabilidade Limitada, que entrou em vigor no dia 9 de janeiro de 2012. Por último, o gerente destacou o esforço da Junta Comercial em interagir com o usuário, com a disponibilização de um chat, canal via online interativo, para estar mais próximo do público.


Sebrae
À tarde ainda contou com a participação da palestrante Beatriz de Carvalho que deu orientações gerenciais sobre empreendedorismo, oportunidade que considerou a palestra como um momento para sensibilizar e informar as pessoas. Baseada na cartilha Abri Minha Empresa. E agora?, Beatriz discorreu sobre a missão do Sebrae em promover a competitividade e o desenvolvimento sustentável das micro e pequenas empresa e fomentar o empreendedorismo.

Contadores e empresários tiveram a oportunidade de receber informações sobre técnicas de gestão, entre elas de planejamento, vendas, concorrência, custos, situação financeira, preço de vendas e controle. Para Beatriz, o empresário tem que se capacitar para transformar a empresa em negócio competitivo. A consultora destacou, para os empreendedores, que é preciso antecipar o futuro e ter planejamento e estratégias bem definidas antes de abrir uma empresa. Para ela, a maior parte do fracasso dos negócios deve-se a falta de gestão e capacitação do empreendedor. “O empresário tem que deixar de ser amador para ser um profissional e tomar atitudes, métodos e procedimentos”, orientou. Beatriz ainda mostrou os dados sobre a informalidade que, atualmente, 11,5milhões de negócios são informais e 13,8milhões de empregados não são registrados.

Na ocasião, Beatriz mostrou também a participação das micro e pequenas empresas na economia brasileira. Segundo ela, essas empresas são responsáveis por 35% do Produto Interno Bruto - PIB do país. Em Minas, esse negócio corresponde a 20% do PIB, com um universo de 686 mil micro e pequenas empresas. Para ela, a parceria entre Junta e Sebrae tem a missão de reduzir a mortandade das empresas nos primeiros anos de abertura através de informações que orientam e estimulam o desenvolvimento.

 

APCs

Viajando por Minas, os Arranjos Produtivos de Capacitação levam informação e conhecimento sobre os serviços da Jucemg | Minas Fácil. Em junho, já foram realizados APCs em Grão Mogol (05/06), Santa Luzia (11/06) e Caratinga (13/06).
Nesta semana, vai ocorrer ainda um APC em Três Corações (20/06) e, entre os dias 19 a 21, o evento Meu 1º Negócio – Sebrae. No dia 21 de junho, o APC chega a Itabira.

 

27/06/2019 - PROTOCOLO ÚNICO

 
JUCEMG
Rua Sergipe, 64 - Boa Viagem - Belo Horizonte, MG - CEP 30130-170
Telefone: (31) 3219-7900 - (Atendimento) Outros: Telefones de Contato