JUCEMG - Notícias
Governo de Minas
 

Até 24 de novembro, 37 mil empresas mineiras terão prazo para evitar que sejam declaradas inativas

28/10/2008
Compartilhe: Compartilhe no Facebook Twitter imprimir pagina Enviar por e-mail

Exatamente 37.235 empresas mineiras terão prazo até 24 de novembro de 2008 para evitarem cancelamento de seus registros na Junta Comercial do Estado de Minas Gerais (Jucemg).

A secretária-geral da Jucemg, Marinely Bomfim, alerta as empresas (empresários individuais, sociedades limitadas e sociedades anônimas) que elas poderão ser declaradas inativas se, nos últimos 10 anos, período encerrado em 30 de junho de 2008, não tenham entrado com qualquer documento na Jucemg.

Elas terão de comunicar se estão em funcionamento, em paralisação temporária de atividades ou se houve ato de alteração em seus registros de arquivamento. Caso contrário, terão seus registros cancelados e perderão a proteção de seus nomes empresariais se não adotarem esse procedimento.

E ainda será feita a devida comunicação às autoridades arrecadadoras – Receita Federal, Receita Estadual, INSS e Caixa Econômica Federal (FGTS).

Estão ameaçadas de cancelamento 37.235 empresas em todo o Estado. O maior número está concentrado nas regionais de Belo Horizonte, com 16.173 empresas; Varginha, 4.976; Juiz de Fora, 4.562; Governador Valadares, 4.042; Uberlândia, 3.165; Montes Claros, 2.644; e Uberaba, 1.673 empresas.

A listagem está disponível no site www.jucemg.mg.gov.br. É só clicar no menu ‘informações’ e depois em ‘cancelamento administrativo’.

Como evitar

No site da Jucemg, os empresários e seus representantes legais – contadores, contabilistas e advogados - dispõem de todas as informações sobre o cancelamento do registro.

Para evitar o cancelamento, as empresas deverão comunicar à Jucemg que desejam manter-se em funcionamento, caso não tenha havido qualquer modificação dos dados constantes dos atos arquivados; arquivar na Jucemg a competente alteração, caso tenha havido alguma modificação dos dados constantes dos atos; ou comunicar à Jucemg a paralisação temporária das atividades empresariais.

A documentação deve ser protocolada de 9 às 17 horas, na sede da Jucemg, em Belo Horizonte, avenida Santos Dumont, 380; no Centro das Indústrias das Cidades Industriais de Minas Gerais (CICI), em Contagem, avenida Babita Camargo, 766; nos escritórios regionais da Jucemg em Juiz de Fora, Uberlândia, Varginha, Governador Valadares, Uberaba, Montes Claros; e nos postos do PSIU/UAI de Alfenas, Araguari, Araxá, Caratinga, Curvelo, Divinópolis, Leopoldina, Muriaé, Paracatu, Patos de Minas, Poços de Caldas, Pouso Alegre, São João del-Rei, Sete Lagoas, Teófilo Otoni, entre outras cidades.

A documentação pode ser encaminhada também através das Associações Comerciais e do Sescom (Sindicato das Empresas de Consultoria, Assessoria, Perícia, Informação, Pesquisas e Empresas de Serviços Contábeis do Estado de Minas Gerais), avenida Afonso Pena, 748, 24º andar, de 8 às 18h, em Belo Horizonte.

27/06/2019 - PROTOCOLO ÚNICO

 
JUCEMG
Rua Sergipe, 64 - Boa Viagem - Belo Horizonte, MG - CEP 30130-170
Telefone: (31) 3219-7900 - (Atendimento) Outros: Telefones de Contato