JUCEMG - Notícias
Governo de Minas
 

Tradutores Públicos e Intérpretes Comerciais participam de encontro

27/11/2012
Compartilhe: Compartilhe no Facebook Twitter imprimir pagina Enviar por e-mail
Tradutores Públicos e Intérpretes Comerciais participam de encontro
31 profissionais participaram das explanações
Foto: Ascom

O Plenário da Junta Comercial do Estado de Minas Gerais foi sede de mais um encontro dos Tradutores Públicos e Interpretes Comerciais – TPIC aprovados em concurso público e matriculados pela autarquia mineira. Na abertura do evento, a secretária geral, Marinely Bomfim e a coordenadora da Escola Permanente da Jucemg, Rúbia Mara, deram boas vindas aos tradutores e agradeceram por todo o trabalho realizado.

Os TPICs são tradutores juramentados, responsáveis pela tradução de documentos oficiais (diplomas; certidões de nascimento, casamento, óbito; procurações; históricos escolares; etc), que só podem ser feitas por pessoas habilitadas. Apenas um tradutor juramentado, devidamente certificado e com registro de matrícula na Junta Comercial do Estado de Minas Gerais pode fazer a tradução oficial de um documento porque tem fé pública em todo o território nacional. Na verdade, o tradutor juramentado emite um outro documento no idioma em questão, para que ele possa ter valor legal no país onde for apresentado.

Carolina Ribeiro Diniz, tradutora do idioma espanhol ministrou palestra abordando temas como a identidade do tradutor juramentado, o papel do tradutor no universo temático do Direito Administrativo, os paradigmas do ofício, a ética no mercado das traduções públicas e a importância de se pertencer a uma associação. Segundo a tradutora, “há uma perceptível mudança no processo tradutório que deixou de ser um simples decodificador e passou a ser um perito em comunicação com significativa importância”. Carolina informou ainda, que a identidade dos TPICs vai se delineado ao longo dos decretos e resoluções e que o “tradutor é um indivíduo que deve saber interagir com múltiplos participantes e deve sempre, preservar a integridade do texto de partida”, destacando o valor da profissão, por existir um respaldo legal que justifica o ofício da tradução.

Dulce Castro, presidente da Associação dos Tradutores Públicos de Minas Gerais e tradutora do idioma inglês abordou os aspectos das resoluções RP/9/2011 e RP/07/2012, que dispõem sobre a tabela de emolumentos relativos aos serviços prestados pelos tradutores públicos e demais assuntos referentes ao ofício; seguida por dois tradutores do mesmo idioma: Marisol Mandarino, que encaminhou vídeo com um Quiz sobre o ofício do tradutor público em Minas Gerais e pelo tradutor Laerte Silva, que apresentou temas como o novo layout das traduções juramentadas.

A atividade, que foi realizada pela Escola Permanente da Jucemg em parceria com a Secretaria Geral, contou com a presença de Angela Pace, presidente da autarquia, que reforçou que os TPICs “tem uma missão importante e exercem no Estado um trabalho sério e bem coordenado, lidando com o conhecimento absoluto de outro idioma e com fé pública para realizar as traduções juramentadas”.

Mais informações sobre o ofício do tradutores públicos e interpretes comerciais de Minas Gerais, a lista completa dos TPICs, a Tabela de Emolumentos e demais informações podem ser acessadas no site da Jucemg, no seguinte link http://www.jucemg.mg.gov.br/ibr/servicos+profissao-de-tradutor-publico.


 

27/06/2019 - PROTOCOLO ÚNICO

 
JUCEMG
Rua Sergipe, 64 - Boa Viagem - Belo Horizonte, MG - CEP 30130-170
Telefone: (31) 3219-7900 - (Atendimento) Outros: Telefones de Contato