JUCEMG - Notícias
Governo de Minas
 

Sala Mineira do Empreendedor vai tornar mais acessível os serviços da Jucemg e do Sebrae

24/03/2017
Compartilhe: Compartilhe no Facebook Twitter imprimir pagina Enviar por e-mail
Sala Mineira do Empreendedor vai tornar mais acessível os serviços da Jucemg e do Sebrae
Sala Mineira do Empreendedor
Foto: Jucemg / Sebrae

Após inovar nos processos de abertura de empresas e se tornar referência nacional, a Jucemg investe na Sala Mineira do Empreendedor e conta com a parceria do Sebrae. Levar a simplificação a todas as regiões do estado e incentivar o empreendedorismo é o objetivo do projeto, que será apresentado a dezenas de prefeitos no Norte de Minas.

A Sala Mineira do Empreendedor vai tornar mais acessível, em espaço único, os produtos da Jucemg e do Sebrae, além de promover capacitações e eventos, contando com identidade visual padronizada. O trabalho de facilitar a vida do cidadão que quer empreender se dá a partir da disposição do Governo Estadual, por meio da assinatura do Termo de Cooperação Técnica com um terceiro parceiro: as prefeituras. Essa ação visa à implantação da Rede Nacional para Simplificação do Registro e da Legalização de Empresas e Negócios (Redesim). Alguns territórios de desenvolvimento já possuem Salas do Empreendedor em funcionamento: Alto Jequitinhonha (Diamantina), Oeste (Divinópolis), Caparaó (Ponte Nova) e Triângulo Sul (Uberaba), porém a Sala Mineira do Empreendedor tem a finalidade de ocupar uma posição diferenciada, possui atividades especializadas para cada um dos parceiros envolvidos e chancela de seus idealizadores.

A Sala Mineira do Empreendedor poderá contar com apoio de outras entidades parceiras (associações comerciais, CDLs, sindicatos, escolas, cooperativas, etc.), mas para receber o nome, o trio Governo de Minas/Jucemg-Sebrae-prefeitura é indispensável. E a cada parceiro competem funções distintas. O Governo de Minas/Jucemg, dentre outras responsabilidades, se encarregará de capacitar os servidores sobre Registro Empresarial; o Sebrae Minas cuidará, por exemplo, da identidade visual e da gestão das MPEs; a prefeitura disponibilizará o espaço físico (preferencialmente do programa Minas Fácil) e fornecerá os recursos humanos. A forma de atuação das Salas será embasada em três pilares básicos: orientações e informações, serviços e capacitações (por meio de programas regulares dos parceiros).

Vantagens: Ao se inserir no projeto, a prefeitura poderá ter um provável aumento na arrecadação, irá decidir sobre abertura de empresas, será mais eficiente e terá melhor otimização de recursos, além de melhorar a imagem da sua administração. A população (especialmente a de empreendedores) também será brindada com alguns benefícios: servidores públicos mais preparados, formalização disponível em apenas um local, acesso à informação e melhores condições de competitividade.

“Celeridade e eficiência são os preceitos pelos quais serão conduzidas as Salas Mineiras do Empreendedor. Hoje, o sistema de regularização de empresas pelo Minas Fácil permite o registro de uma empresa em até nove dias. Nossa proposta é, cada vez mais, diminuir o tempo, a burocracia e simplificar a vida de quem queira empreender”, afirma o técnico da Jucemg, Gabriel Tavares. A junção de forças visa, acima de tudo, desburocratizar a abertura de novos negócios. Após a reunião de Montes Claros, outras deverão acontecer pelo estado afora. O plano é chegar, em 2018, a 300 cidades com uma Sala Mineira do Empreendedor.

Encontro de prefeitos do Norte de Minas – Montes Claros/MG
Apresentação do projeto Sala Mineira do Empreendedor
Data: 29 de março, quarta-feira
Horário: 9 h
Local: Auditório da 11ª. Região Integrada de Segurança Pública (RISP)
Av. Major Alexandre Rodrigues, 301, Ibituruna
Informações: (38) 3224.7350


 
JUCEMG
Rua Sergipe, 64 - Boa Viagem - Belo Horizonte, MG - CEP 30130-170
Telefone: (31) 3219-7900 - (Atendimento) Outros: Telefones de Contato