JUCEMG - Notícias
Governo de Minas
 

Teófilo Otoni sedia Feira Regional de Economia Popular Solidária do Vale do Mucuri

12/05/2016
Compartilhe: Compartilhe no Facebook Twitter imprimir pagina Enviar por e-mail

A Feira Regional da Economia Popular Solidária do Vale do Mucuri está marcada para os dias 14 e 15 de maio, de 9h30 às 23h30, na Praça Tiradentes, centro de Teófilo Otoni. A abertura oficial será no dia 14, às 10h e contará com a presença da assessora de gabinete da Secretaria de Estado de Trabalho e Desenvolvimento Social, Maíra Moreira.

A novidade da feira será o uso exclusivo da moeda social eletrônica, o e-dinheiro, nas vendas. O Banclisa, banco comunitário organizado com apoio da Associação Produzir Juntos (APJ), funciona desde 2012 em Teófilo Otoni, com a circulação da moeda social Lisa, aceita em cerca de 80 estabelecimentos comerciais da cidade. Parte das vendas da feira, 1%, será destinada à formação de fundos rotativos para incrementar as três linhas de financiamento operadas pelo Banclisa.

“O movimento de economia solidária é muito organizado e articulado e, há muito tempo, reivindica do Governo do Estado mais apoio para os empreendimentos para que possam potencializar suas vendas. Agora o Estado está apoiando essas feiras, apoiará as feiras permanentes com entrega de barracas e ainda prestará assessoramento aos empreendimentos. Isso faz parte da política que o governo está implantando de apoio a essa modalidade de geração de renda”, informa o subsecretário de Trabalho e Emprego, Antônio Lambertucci.

“Estamos muito felizes com o apoio do governo estadual. A participação do governo fortalece a economia solidária que também encontra sustentação nos parceiros regionais”, explica a integrante do Fórum Regional de Economia Popular Solidária do Vale do Mucuri, Maria Soares.

A feira terá 30 barracas para comercialização dos produtos da EPS, uma tenda para alimentação e um espaço institucional da Sedese. A estrutura das feiras conta ainda com palco, sonorização de ambiente, iluminação, segurança particular, banheiros químicos e limpeza diária.

Estarão presentes 90 empreendimentos de 20 municípios: Águas Formosas, Ataleia, Campanário, Caraí, Carlos Chagas, Catuji, Franciscópolis, Frei Gaspar, Fronteira dos Vales, Itaipé, Itambacuri, Ladainha, Machacalis, Malacacheta, Novo Oriente de Minas, Ouro Verde de Minas, Pavão, Poté, Setubinha e Teófilo Otoni.
Nas barracas estarão expostos produtos artesanais, inclusive com material reciclado e da agricultura familiar. O artesanato indígena das etnias maxacali e pankararu, respectivamente dos municípios de Ladainha e Araçuaí também estarão presentes. E para o paladar, as delícias das quitandas: biscoitos, roscas, doces, farinha e temperos.

A Feira da Economia Popular Solidária de Teófilo Otoni conta com o apoio da APJ, Incubadora de Cooperativas Populares do Vale do Mucuri da Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM), Prefeitura e Câmara Municipal de Teófilo Otoni, Circuito Turístico das Pedras e associação dos artesãos locais.
Já foram realizadas feiras em Governador Valadares (Território do Rio Doce), Poços de Caldas (Sul de Minas), Uberlândia (Triângulo) e Juiz de Fora (Zona da Mata). E neste final de semana, além da Feira do Vale do Jequitinhonha, em Diamantina, serão realizadas as feira da EPS do Norte de Minas, em Montes Claros e do Vale do Jequitinhonha, em Diamantina.

Ao todo, são 10 feiras regionais e uma estadual (veja quadro). Elas são organizadas pela Secretaria de Estado de Trabalho e Desenvolvimento Social (Sedese), em parceria com o Fórum Mineiro da Economia Popular Solidária, Conselho Estadual da Economia Popular Solidária e Prefeituras Municipais.

O Governo de Minas Gerais, por meio da Sedese, está investindo R$ 307.229 mil, na organização, estruturação e montagem das feiras. A iniciativa está prevista no Plano Estadual da EPS e no Plano Plurianual de Ação Governamental (PPAG) e integra o Programa de Consolidação da Política da Economia Solidária da Sedese.

“A Economia Popular Solidária é uma forma de produção e consumo que prima pelo trabalho coletivo, pela autogestão, pela justiça social e pelo cuidado com o meio ambiente. Ela é uma construção de práticas econômicas e sociais baseadas na colaboração solidária e na visão do ser humano como sujeito cuja emancipação é o objetivo da atividade econômica. Ou seja, é uma outra forma de fazer economia, mais cooperativa e humana, onde o objetivo não é acumulação, mas sim o desenvolvimento emancipatório das pessoas”, explica Maíra Moreira.
Feiras de Economia Popular Solidária

Data Município Local

  • 15 e 16/4 G. Valadares Praça dos Pioneiros
  •  22 e 23/4 P. de Caldas Parque José Afonso Junqueira
  •  30/04 e 1º/5 Uberlândia Praça Tubal Vilela
  •  6 e 7/5 Juiz de Fora Praça Riachuelo
  •  13 e 14/5 Diamantina Praça do Mercado
  •  13 e 14/5 Montes Claros Praça Matriz
  •  14 e 15/05 Teófilo Otoni Rua Dr. João Antonio próx. Praça Tiradentes
  •  20 e 21/5 Paracatu Praça Firmina Santana
  •  21 e 22/05 Conselheiro Lafaiete Praça São Sebastião
  •  27 e 28/5 S. João Del Rei Praça do Coreto
  •  09 a 11/6 Metropolitana BH Praça Carlos Chagas s/n


Feira Regional da Economia Popular Solidária do Vale do Mucuri
Data: 14 e 15 de maio
Horário: 9h30 às 23h30
Local: Praça Tiradentes
 

 

27/06/2019 - PROTOCOLO ÚNICO

 
JUCEMG
Rua Sergipe, 64 - Boa Viagem - Belo Horizonte, MG - CEP 30130-170
Telefone: (31) 3219-7900 - (Atendimento) Outros: Telefones de Contato